Cardiologista tira principais dúvidas sobre hipertensão arterial

Importância da prevenção da doença é lembrada na próxima quarta-feira, 26 de abril

A hipertensão arterial é uma doença que atinge um em quatro adultos brasileiros, ou seja, em torno de 25% de toda a população, segundo informações da Sociedade Brasileira de Hipertensão. Contudo, esses números vêm aumentando. Um levantamento da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgado pelo Ministério da Saúde no último dia 17 de abril, mostrou um aumento de 22,5% para 25,7% no diagnóstico de hipertensão arterial em consultas médicas.

Amanhã, quarta-feira (26), é o Dia Nacional de Combate e Prevenção à Hipertensão Arterial. Para tirar dúvidas, o cardiologista Rodrigo Cerci, coordenador do Serviço de Angiotomografia Cardíaca da Quanta Diagnóstico e Terapia, responde algumas perguntas frequentes sobre o que é e como evitar essa doença.

O que é hipertensão arterial?
Dr. Rodrigo Cerci – É uma doença causada pelo aumento da pressão exercida pelo sangue, dentro das artérias do corpo, chamada pressão arterial. Este aumento da pressão arterial pode causar o comprometimento de vários órgãos como cérebro, rins, coração, entre outros. 

Como saber se tenho hipertensão arterial e quais são os sintomas?
Dr. Rodrigo Cerci – A doença não tem sintomas e só é diagnosticada por meio da aferição dos níveis da pressão arterial, realizada por médicos ou outros profissionais treinados. Quando o valor fica em até 120/80, é considerado normal. Acima disso, é considerado limítrofe até 140/90. Quando passa desse nível, a pessoa é considerada hipertensa.

Se a doença não provoca sintomas, porque é tão importante diagnosticá-la?
Dr. Rodrigo Cerci – Justamente por não dar sintomas é que ela é extremamente perigosa, já que vai comprometendo diversos órgãos como o coração, o cérebro, os rins, entre outros, silenciosamente, sem diagnóstico e sem tratamento. Para se ter uma ideia de como é importante o tratamento, a hipertensão arterial é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal no Brasil.

Se uma pessoa sempre teve pressão abaixo de 120/80, então, não precisa se preocupar com a hipertensão arterial?
Dr. Rodrigo Cerci – Você precisa se preocupar e se prevenir, pois a hipertensão arterial não é uma doença com a qual você nasce. Qualquer pessoa pode desenvolver a doença com o aumento da idade, principalmente, depois dos 50 anos.

Quais são as causas da hipertensão arterial?
Dr. Rodrigo Cerci – Ela é causada por um conjunto de fatores que iniciam com a predisposição genética, acompanhada de outros fatores, chamados externos ou ambientais, como obesidade, consumo excessivo de sal, alimentos industrializados, tabagismo, sedentarismo, alcoolismo, estresse e algumas doenças como distúrbios de tireoide.

Qual o tratamento para a hipertensão arterial?
Dr. Rodrigo Cerci – A doença é tratada com medicamentos específicos e mudanças no estilo de vida, como a perda de peso para obesos, exercícios físicos, adoção de alimentação saudável, redução no consumo de sal, abandono de vícios e práticas que ajudem a combater o estresse.

É possível reverter a hipertensão arterial?
Dr. Rodrigo Cerci – Quando as causas mais relevantes são fatores externos, como obesidade, sedentarismo e tabagismo, uma mudança de estilo de vida pode ajudar a diminuir a pressão arterial para níveis normais. Contudo, se o fator genético for o mais importante, a reversão da doença é mais improvável.

Uma pessoa hipertensa tem alguma restrição no dia a dia?
Dr. Rodrigo Cerci – Não, o paciente pode e deve ter uma vida normal e produtiva. Deve apenas fazer o controle da pressão com medicamentos, quando necessário, e manter hábitos saudáveis.

O sal é sempre citado como um fator importante no desenvolvimento da hipertensão arterial. Qual é a quantidade que posso consumir diariamente para não ter problemas?
Dr. Rodrigo Cerci – A dose máxima de sal recomendada pelo Ministério da Saúde é a de 5 g/dia (equivalente a 2000mg de sódio). Lembrando que essa dose não vale somente para o sal acrescentado na comida, é preciso contabilizar toda a alimentação que você tem durante o dia, incluindo, alimentos industrializados, refrigerantes e sucos artificiais. Para quem é hipertenso ou tem problemas de coração, a quantidade deve ser menor ainda, apenas 3 g/dia (equivalente a 1200mg de sódio). Entretanto, a média de consumo dos brasileiros é 10g/dia (equivalente a 4000mg de sódio).

E como saber qual é essa quantidade se a maioria das pessoas não têm um medidor em mãos?
Dr. Rodrigo Cerci – De acordo com a Organização Mundial da Saúde, as 5g de sal (2000mg de sódio) recomendados são menos que uma colher de chá rasa de sal ou cinco pacotinhos daqueles servidos em restaurantes, já que cada um contém 1 grama. Entretanto, não esqueça que o sal usado no tempero da comida não é o único consumido no dia.

Para ajudar neste controle, existe algum tipo de sal mais recomendado?
Dr. Rodrigo Cerci – O melhor é utilizar a quantidade de sal recomendado e procurar um nutricionista, se necessário, pois alguns tipos podem afetar outras doenças, como as dos rins. Mas, o sal light é o que tem menos sódio, com 197 mg de sódio por 1g de sal. O sal do Himalaia tem 230 mg  de sódio por 1g de sal, o sal marinho tem 420 mg por 1g de sal e o sal refinado tem 400 mg por 1g de sal. Logo, se puder escolher, melhor o light, mas em pouca quantidade sempre e sem esquecer que qualquer alimento industrializado também deve ser contabilizada na quantidade máxima de sal diária.

Sobre a Quanta Diagnóstico e Terapia
Fundada em 2003, a Quanta Diagnóstico e Terapia está localizada na cidade de Curitiba e oferece exames de cintilografia, tomografia computadorizada com 128 cortes, angiotomografias coronariana e vascular, escore de cálcio, PET-CT, biópsias e tratamentos para câncer de tireoide e dor óssea no câncer.

A Quanta Diagnóstico e Terapia conta com um núcleo de pesquisas, participa do programa Curitiba Tecnoparque, que apoia iniciativas inovadoras de empresas locais e, desde 2007 coopera com a Agência Internacional de Energia Atômica da ONU. Mais informações no site www.quantadiagnostico.com.br.

  • PDF
  • Imprima tranquilo! Nosso layout de impressão não consumirá muitos recursos de sua impressora, pois é preto e branco e contém apenas o texto do artigo.

    Imprimir
  • Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>